21. dez, 2016

A construção sustentável: um desafio indesculpável

A Eco||Sistema congratula-se de estar na vanguarda da mudança de paradigma, para reduzir pegada ecológica no sector da construção civil. Habitar hoje numa casa NZEB "Nearly zero energy buildings"  que pasará a ser obrigatorio a partir de 2020 é já uma premissa obrigatoria na Eco||Sistema.

Transporte de mercadorias e pessoas, a agricultura e a indústria são três dos sectores mais poluentes, mas também a construção tem um grande impacto sobre o meio ambiente, uma vez que é responsável por um elevado consumo de recursos, energia e água e matérias-primas. Ele também gera uma grande quantidade de resíduos e poluição do ar, solo e água. Na verdade, estima-se que o setor de construção é responsável por um quinto das emissões de CO2 e outros impactos ambientais.

Portanto, o sector e as administrações públicas assumiram o desafio de reduzir a pegada ecológica que produz tanto o novo edifício e o parque imobiliário existente. Impulsionada por uma legislação abundante e nova para promover este objetivo, os fabricantes de materiais estão também a desenvolver novos equipamentos e produtos que se adaptam às novas regulamentações e reduzir a pegada ecológica.

O relatório sobre construção sustentável inclui uma lista dos principais produtos lançados no último ano com uma componente de sustentabilidade e economia de energia, bem como rankings de negócios dos setores da indústria de materiais mais investiram na sustentabilidade, como podem ser isolantes térmicos, fachadas, vidros, coletores solares, módulos fotovoltaicos, AVAC e produtos de tecnologia, entre outros.

https://www.alimarket.es/noticia/229485/construccion-sostenible--un-reto-inexcusable-19-12-2016-09-14